segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Atenção pro calor!

Como anda fazendo calor, meu Deus... e, junto com o calor, vem o maior medo das mamães: a desidratação.

Crianças pulam tanto, correm tanto, que esquecem de tomar água e, se a gente não ficar em cima, não tomam mesmo. Então, nessa época de calor da moléstia, temos que redobrar o cuidado:

- Deixar as crianças com roupas leves, mesmo na hora de dormir. Denisinha dorme de camisetinha regata e tapa fralda (só pra não arrancar a fralda durante o sono).

- Oferecer muita, mas muita água. Aqui em casa temos a exposição permanente de garrafas d'água, tem em tudo quanto é canto para lembrar todos os habitantes da casa da necessidade de beber água.

- Banhos gostosos também ajudam, principalmente se for de piscininha. Claro que daí não pode deixar a criança sozinha, os pequenos conseguem se afogar até numa bacia.

Claro, se a mamãe puder entrar junto, melhor ainda...


E, se nada disso der certo... o olhar tem que estar afiado pra notar os primeiros sinais de que algo está errado:

- O bebê que enchia várias fraldas de xixi de repente consegue ficar mais de 6 horas de fralda seca.

- Parou de babar ou a saliva está muito grossa.

- Os olhinhos ficaram fundos, como se não tivesse dormido nada (embora tenha dormido na rotina normal).

- A fontanela (moleira) está funda.

- O bebê está muito quietinho ou muito irritado.

Se a criança ainda mama no peito, ofereça o peito para repor o líquido perdido pelo calor. Se não, ofereça água, suco ou o soro de reidratação oral (vendido em farmácias). Caso comece a vomitar, por conta da desidratação, leve-a imediatamente ao pronto-socorro para uma avaliação médica e orientações.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Alimentação

A Mari perguntou:


Quanto leite o bebe deve tomar depois que começa os solidos? Tenho dois "bebes", um de 7 meses que adora mamar no peito e um de 2 anos, que toma 3 mamadeiras de 300ml por dia, e se der mais, toma mais ainda. A de 7 meses tá começando com os sólidos, a passos de tartaruga em colheres de café, mas percebi que se ela não dar suas mamadinhas diárias, a comida não vai. Não sei se fui clara. (detalhe: não estou mais trabalhando, então estou disponível para amamentar)

E a Mamãe Pediatra responde:

No primeiro ano de vida, a alimentação é basicamente o leite materno, sendo exclusivo até o 6º mês de vida e com complementação de sólidos a partir de então. Portanto, por mais que seja importante entrar com a comidinha de sal, o bebê vai continuar sendo um senhor mamífero.

No 6º mês (idealmente), a recomendação é começar com o suco de laranja-lima e com as frutas e, gradativamente, introduzir o almoço e a janta, sempre mantendo o leite materno como parte fundamental da dieta. Nesse momento, o bebê está preparado para dormir uma noite inteira, sem mamar (erm... Denise desmamou da noite com OITO meses...).

Uma sugestão de rotina para bebês de 6 a 12 meses é:

- Café da manhã: leite materno
- Lanche da manhã: suco e fruta
- Almoço: papa de legumes e leite materno
- Lanche da tarde: suco e fruta ou leite materno
- Janta: papa de legumes e leite materno
- Ceia (algumas crianças ceiam, não são todas): leite materno

Já as crianças grandinhas, perto dos 2 anos, não necessitam de tanto leite, pois já há a introdução de laticínios na alimentação, que ajudam a suprir as necessidades de cálcio. Leite em excesso, nesta fase, prejudica o ganho de peso e a rotina, sem contar que é muito comum a criança optar por trocar uma refeição por uma mamadeira, por ser mais fácil de tomar, encher a barriga rapidamente e não exigir uma rotina à mesa.

O ideal seria não ultrapassar os 500 ml de leite por dia, ou 2 a 3 porções de leite e derivados (1 porção = meio copo de leite, ou 10-20 gramas de queijo, ou 1 iogurte pequeno, ou 1/4 xícara de pudim).

Uma sugestão de cardápio é:

- Café da manhã: leite ou iogurte (a maioria das crianças prefere leite de manhã), uma fruta, um pãozinho com geléia ou manteiga (pode ser bisnaguinha)
- Lanche da manhã: uma fruta
- Almoço: comida da família, com uma proteína (frango, carne, ovo, peixe, porco ou soja), verduras, legumes, arroz/feijão ou macarrão. Sobremesa: fruta ou gelatina
- Lanche da tarde: leite ou iogurte com um sanduiche com queijo ou requeijão ou um pedaço de bolo feito em casa (sempre é melhor do que o comprado...)
- Janta: comida da família, igual ao almoço
- Ceia: leite (o famoso mamá antes de dormir).

Tudo isso vai variar de acordo com a criança. Para ajudar, a rotina da minha filha foi assim:

- 6 meses:
-- café: mamadeira
-- lanche da manhã: fruta, suco e mamadeira
-- almoço: papa de legumes e mamadeira
-- lanche da tarde: fruta, suco e mamadeira
-- janta: papa de legumes e mamadeira
-- ceia: mamadeira (às 3 da manhã... afe)

- 10 meses:
-- café: mamadeira
-- lanche da manhã: fruta e suco
-- almoço: papa de legumes e mamadeira
-- lanche da tarde: fruta e suco
-- janta: papa de legumes e mamadeira

- 16 meses:
-- café: mamadeira e bisnaguinha com requeijão
-- lanche da manhã: fruta, suco e bolacha doce
-- almoço: comida da família e mamadeira
-- lanche da tarde: fruta, suco e bolo ou bolacha ou o que tiver na creche. Em casa, é banana (comigo, só come banana) e bisnaguinha com requeijão
-- janta: comida da família e mamadeira

Minha meta agora é tirar a mamadeira do almoço, hehehe

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Temas para 2011!

Mamães (e papais), quero continuar escrevendo sobre os temas que querem ler, mas preciso de sugestões.

Estou com a cabeça cheia de coisas muito, mas muito chatas de serem escritas num blog coloridinho, então, por favor, digam o que querem ler que eu corro, pesquiso e escrevo aqui para vocês. Aí aproveito para relaxar um pouco...

Enquanto pensam, sugiro a leitura deste post do Comer para Crescer: http://www.comerparacrescer.com/2011/01/13/quanta-diferenca-parte-2/. Eu adoreeeeeeeeei e passei a acreditar mais na minha convicção de que ADORO ter nascido num país tropical e abençoado por Deus, porque minha filha JAMAIS comeria algo com esse nome: "Maccaroni&Cheese with vegetables", até porque eu considero o tradicional Mac n' Cheese americano uma afronta a um bom macarrão (já viram como se faz esse troço???). :)

domingo, 9 de janeiro de 2011

A procura por roupas boas e de preço bom, parte 1

Mamães de Campinas e região:

A Green está em promoção! 30% nas roupas da coleção verão 2010 e 50% nas roupas da coleção passada.

E estamos na espera da promoção da Alô Bebê, ótima para comprar roupas de verão... para o ano que vem, lógico. Ano passado já comprei as roupas de inverno para 2011, hehehe.

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Crianças e o medo do pediatra

Por que as crianças têm medo do pediatra?

Eu também queria saber... de jaleco branco até entendo, porque as auxiliares e técnicas de enfermagem E as enfermeiras que aplicam as vacinas (no caso de crianças saudáveis que nunca passaram por um PS) usam jaleco branco, então é mais do que óbvio que aquele tio/tia que também usa branco e as crianças vêem uma vez por mês também vai fazer dodói com a vacina.

Agora, e se o pediatra NÃO USA jaleco branco??? Nunca vi o pediatra da Denise de jaleco (nem quando eu estava no internato da faculdade) e raramente ele aparece de branco completo. Mesmo assim, ao ouvir a voz dele, a mocinha empaca no meio da sala de espera... e choooooooooora quando ele fala pra deixá-la de fraldinha.

O mais engraçado é quando a criança não relaciona jaleco branco = pediatra = mamãe. É o caso da minha pequena. Ontem recebi dois jalecos da prefeitura e experimentei pro meu marido ver. Eu estava (lindamente) vestida com camiseta, bermuda, chinelo de dedo e o jaleco por cima e mesmo assim a Denise associou com clínica de vacina, porque começou a gritar TIA TIA TIA TIA (tira, ela não fala o "r" no meio das palavras). Morri de dó, mas que eu quis rir, quis.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

A volta ao trabalho, parte 2

Para quem acha que pediatra não sofre com isso...

Minhas férias de 15 dias acabaram, então hoje voltei a trabalhar. Nesses últimos dias, Denisinha estava dormindo no berço, a noite toda, acordava às 7h, tudo lindo...

Aí esta noite ela fez o seguinte:

- Chorou às 3 da manhã e, quando cheguei no quarto, ela estava de pé no berço esticando os bracinhos.
- Meia hora antes do meu despertador tocar, estava sentada do meu lado, falando "mamãe, mamãe".
- Tentei colocar pra dormir de novo, aí deitou NO MEU OMBRO e agarrou o meu braço, fazendo nham nham na chupeta.
- Depois do meu banho, lá estava ela "mamãe, mamãe, buáaaaaaaaaa" sentada na cama.
- Na hora de sair, até falou "tchau tchau"... até perceber que ela NÃO IA JUNTO! Aí ouvi ela chorando lá do portão..
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...