sexta-feira, 29 de abril de 2011

Alô, alô, testando!

Com essa infestação de mosquitos na minha casa e Denise com um exantema horrendo e febre (que já está melhorando, graças a Deus!), resolvi tentar recursos menos danosos à nossa saúde que os já muito usados inseticidas comerciais.

Como moro em local muito bem arborizado, o que não falta neste bairro é mosquito. De todos os tipos que vocês possam imaginar, até o Aedes aegypti passeia nos cômodos da minha casa. E vamos concordar numa coisa, inseticida cheira mal... mesmo aquele cor-de-rosa da Raid, que, pra mim, cheira "menos ruim" do que os outros.

Então fui na farmácia de manipulação e artigos naturais que tem no meu bairro e encontrei coisinhas legais que também são encontrados no site da Alergoshop. Lembrando que isso não é propaganda, pois comprei todos os produtos. :)

Diz o site que esse Repelim é um espanta-pernilongo ultrassônico, que cobre uma área de 30 metros quadrados. Tô testando ele no escritório do marido, daqui a pouco vou saber se funciona mesmo.

Outra coisa que comprei foi essa vela de Neem, que diz o rótulo que é uma planta indiana que interfere nas fêmeas grávidas dos pernilongos (que são as que picam). Dura 70 horas acesa. Já acendi uma dessas perto da frestinha por onde sei que os mosquitos entram, até agora não vi um na sala, mas só vou acreditar 100% nela se não encontrar nenhum mosquito até a noite.

Até perguntei de repelentes de citronela, mas parece que menores de 2 anos não podem usar, então vou ficar com a vela e o barulhinho ultrassônico pra começar.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Premiada

Participei de um sorteio promovido pelo Comer para Crescer e pela Cia das Mães e ganhei esse caderno lindo!

 
(meninas, desculpem por ter surrupiado a foto do blog de vocês, mas a Denise tá dodói e não consegui tirar nenhuma fotinho de casa...)

Agora tenho mais um bloquinho fofo pra carregar na bolsa, do tamanho certo! Obrigada!

sexta-feira, 22 de abril de 2011

A saga da chupeta, parte II e a Páscoa

Para atualizar a história...

Os Correios enfim decidiram que não, a minha casa não existe, portanto, o pacote com as chupetas voltou para o remetente. Eu só quero entender como é que eles continuam entregando as minhas contas a pagar na minha caixa de correio, se a minha casa não existe.

Felizmente, minha sogra achou as chupetas Chicco Physio Soft Látex 12+ e comprou duas para repor as muito, muito velhas. Com isso, mandei um e-mail para o atendimento da loja avisando que eu não preciso mais das chupetas deles e quero ou o dinheiro de volta ou a troca da mercadoria. Sim, porque eu chequei várias vezes o endereço que digitei no cadastro e o endereço está correto. Portanto, se alguém escreveu o número errado, esse alguém foi quem fez o pacote para os Correios.

E já aproveito para falar FELIZ PÁSCOA para todos os seguidores desta Mamãe Pediatra e para desejar que os filhotes não tenham muita dor de barriga depois dos chocolates, hehehe :)

domingo, 17 de abril de 2011

A saga da chupeta

O que todos os pediatras e dentistas dizem? Não use chupeta, mamãe, não dê chupeta pro bebê...

... mas tem hora que não dá. Denisinha foi tão chorona, mas tão necessitada da sucção quando era menor, que só a chupeta acalmava (ou o peito, mas eu não ia virar chupeta gigante).

Só que todas as chupetas que experimentei nela marcavam o rostinho... aí minha sogra veio com uma chupeta importada, inteirinha de látex, que o meu sobrinho já usava e gostava muito: a chupeta Chicco Physio Latex Soft.

O que estranhei foi o fato da minha sogra já chegar com uma sacola CHEIA de chupetas, 2 de cada tamanho, até 4 da 12+. Ela já tinha me avisado que era difícil de achar, mas eu só fui acreditar realmente nisso agora.
As da Denise estão em petição de miséria, foscas, escuras e impossíveis de serem limpas. Então fui procurar outra pra comprar.

Nas lojas físicas, IMPOSSÍVEL. Não tem nem as menores. Na internet, quando finalmente achei, ESGOTOU e tive que pedir a substituição pela Chicco Physio Latex com plástico:




E aí começou outro pesadelo. A caixa veio pelos Correios, de PAC. Só que já faz um tempo que, sabe lá Deus o motivo, o carteiro enfiou na cabeça que o número da minha casa NÃO EXISTE! Só que dá pra enxergar direitinho e todas as encomendas sempre chegaram sem problema nenhum, só esse carteiro que inventa moda e agora as chupetas da minha filha estão PRESAS NOS CORREIOS e só o REMETENTE pode abrir reclamação, o destinatário não pode!!!

Mas nem tudo está perdido e encontrei UMA embalagem de 2 chupetas 12+ igual a que está presa nos Correios, na Feira do Bebê do Shopping Iguatemi. Óbvio que comprei, já limpei e esterilizei pra uso imediato.

Amanhã vou até a central dos Correios pra tentar resgatar a caixa da minha filha. Só espero não ter perdido quase R$80,00 em chupeta por causa disso.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Questões de educação...

Ontem aconteceu uma coisa que me deixou pensativa...

Uma mulher me ligou no celular, com o número bloqueado para identificação. Quando atendi o telefone, ocorreu o seguinte diálogo:

- Alô?
- Alô? Com quem quer falar?
- AH, VÁ CA***, FOI VOCÊ QUEM ME LIGOU!

Aí não preciso dizer que desliguei na mesma hora. Uns minutos depois, a mesma mulher me ligou:

- Alô, quem é você?
- A senhora gostaria de falar com quem?
- Com o fulano. E esse celular é da minha filha!
 [....]

E aqui se seguiu uma conversa esquisita, na qual fui entender que o número do celular da filha dela era O MESMO que o meu, só que com DDD diferente. Eu até entendo porque ela ligou de novo, pois eu também ligaria se escutasse uma voz diferente vinda do celular da minha filha, mas...

... depois parei um pouco para pensar: ela achou que estava falando com a filha. E falou daquele jeito, com aquelas palavras.


Existe um vídeo, feito pela Children.org, que, ao mesmo tempo que é interessante, é perturbador. Com o slogan Children see, Children do, o vídeo alerta para um fato que nós sabemos que é verdade, mas nem sempre lembramos disso:

Não educamos nossos filhos com broncas e gritos. Nós educamos pelo nosso exemplo.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Coelhinho da Páscoa, que trazes pra mim...?

Até o ano passado, ele trazia muitas lágrimas, porque não sei o motivo exato, a Denise choraaaaaaaaava ao ouvir essa música...

... agora, este ano, ele vai ser gordinho, porque mesmo sendo neurotiquinha com doces e afins, não vou negar uma Páscoa com chocolate pra minha filhota. O que fiz por restringir um pouco, então, para as pessoas que eu posso pedir isso (tipo... minha mãe... a madrinha da minha filha...), vou pedir pra darem ovo PEQUENO. Criança gosta de quantidade, não de tamanho, pelo menos quando não entendem direito que maior é mais legal.

As minhas compras de Páscoa foram:





Para a madrinha da Denise, que está esperando o Rafael, ovinhos de chocolate embalados individualmente da Mother's Chocolate. Dá pra matar a vontade de grávida e preservar a forma da mesma, porque come um, os outros ficam fechadinhos pra resistir a tentação, hohoho.

Para mamãe (batian da Denise), um ovo de 250g de chocolate ao leite da Mother's também. Foi o uó convencer a mocinha que o ovo NÃO era dela.


Pro meu sobrinho e afilhado fofíssimo, um kit Fazendo Arte da Cacau Show. Tudo bem que eu já sei que a arte vai ultrapassar o chocolate e vai pro meu sofá, pro meu tapete, pra minha filha... mas vai valer a pena pela bagunça.

Para mim e marido, o lindo e maravilhoso ovo Dreams da Cacau Show. Recheado de trufa sabor coco! VIVAAAAAAAAAAA!

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Tirando dúvidas!

Eu adoro posts informativos, ainda mais quando eles geram dúvidas (ou polêmicas) e dão margem a outros posts (ajuda na minha falta de imaginação):

  • A vacina Pneumo-13 valente (Prevenar 13) veio para ficar no lugar da Prevenar 7, que era a usada nas clínicas particulares e pelos Centros de Referência em Imunobiológicos Especiais (CRIEs). Por ser conjugada com uma proteína carreadora, ela é indicada para crianças a partir dos 2 meses de idade, com 3 aplicações com intervalos de 2 meses e um reforço aos 15 meses de idade, mas pode ser aplicada em crianças de 2 a 5 anos também (neste caso, é dose única).
  • O SUS disponibiliza gratuitamente nos Centros de Saúde as seguintes vacinas:
    • Sabin (contra poliomielite - a gotinha);
    • DPT + Hib (difteria-coqueluche-tétano + hemófilo B -> tetra bacteriana celular);
    • Meningocócica C 
    • Pneumo-10 valente
    • Hepatite B
    • SRC (sarampo-caxumba-rubéola -> tríplice viral)
    • DPT (tríplice bacteriana celular)
    • dT (difteria e tétano -> dupla adulto)
    • Influenza sazonal (em campanhas)
    • Influenza H1N1
    • BCG (contra formas graves de tuberculose)
    • Rotavírus
  • O que só tem nas clínicas particulares ou CRIEs (mediante necessidades especiais):
    • DPTa (tríplice acelular)
    • Varicela (catapora)
    • Hepatite A
    • Pneumo-23 valente (não conjugada, para pessoas acima de 2 anos em situações de saúde especiais -> Pneumovax)
    • Rotavírus pentavalente
    • E as combinações de vacinas, como a penta ou a hexa.
Como isso muda muito, é importante sempre levar a carteira de vacinação nas consultas com o pediatra, até para evitar aquela sensação de "poxa, mas ninguém me avisou que tinha essa vacina" (perdi a conta de quantas vezes ouvi essa frase no último ano...). Mesmo que você saiba que a vacina está em dia, é bom levar pra pedir pro pediatra anotar o peso e a altura na carteirinha. Isso também evita o famoso "nossa, esqueci quanto ele/ela pesa!" (sim, também já cansei de ouvir isso). E não vale falar "ninguém nunca falou que eu precisava trazer nas consultas" (campeão de audiência na minha sala...).

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Ter uma menina em casa significa...

... que você verá seu marido em cenas hilárias, como quando tenta convencer uma bebê de 19 meses a trocar de pijama para a blusa ma-ra-vi-lho-sa da escolinha.

... que você irá trocar muitos pares de meia até achar qual a nenê irá deixar ficar nos pés.

... que você irá assistir muitos episódios de Angelina Ballerina.

... que você irá carregar duas bolsas quando sair. A sua e a dela.

.... e que irá ouvir muitas, muitas vezes, TE AMA, MAMAIM!

terça-feira, 5 de abril de 2011

Mãe desnaturada

Sério, hoje estou me sentindo meio desnaturada. Não sei se o trabalho hoje conseguiu me estafar (gente, foi o uó. Sério. Pra matar qualquer um e tirar a paciência até do mais santo pediatra que já tocou seus pés na Terra) ou se a rotina está me matando ou se estou com vontade de mandar tudo às favas.

Geralmente, quem dá a mamadeira da noite sou eu, porque quando acordo, Denisinha ainda está no sei-la-qual-sono e não consigo curtir o colinho gostoso... mas hoje acabei pedindo pro papai dar a mamadeira e agora ele tá lá no quarto, trocando a fralda sem reclamar.

Engraçado que, na semana passada, foi ele quem deu uma leve surtada e pediu um tempo para nós, sozinhos, sem nenê... hoje sou eu quem precisa disso.


E consigo me sentir mais culpada ainda quando ouço minha filha falando TE AMA, TE AMA vindo no corredor.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Vacina contra pneumococo - qual usar?

Lembram que, quando o SUS começou a disponibilizar a vacina conjugada contra pneumococo (Pneumo-10 valente) na rede básica de saúde, deu aquela dúvida básica? E agora? Dou a Prevenar (Pneumo-7 valente) da clínica ou levo no centro de saúde?

Pois é... naquela época, a orientação dada era que as duas protegeriam igualmente, então poderia ser feita a Pneumo-10 nas crianças previamente vacinadas com a Prevenar. Inclusive a minha filha fez o reforço (4ª dose) com a Pneumo-10. A Prevenar 13 (Pneumo-13 valente) estava chegando ao mercado, então eu não tinha maiores informações sobre ela e muitas mamães estavam me perguntando sobre isso no Orkut.

Sexta passada, fui na VI Jornada de Pediatria da Unicamp e pude aprender um pouco mais sobre a Prevenar 13 e aproveito para repassar o que aprendi para vocês:

A Prevenar 7 e a Prevenar 13 são fabricadas pelo mesmo laboratório, então possuem o mesmo tipo de proteína carreadora. Isso significa que elas são quase iguais, podendo ser dadas uma depois da outra, como substituição. A Pneumo-10 (nome comercial: Synflorix) tem outro tipo de proteína carreadora, por ser de outro laboratório.

Como cada uma protege contra mais sorotipos que a outra, recomenda-se a vacinação com uma dose da Prevenar 13 na faixa etária de 2 a 5 anos para ampliar a proteção. A Prevenar 7 protege contra 70% dos sorotipos mais comuns no Brasil, a Synflorix protege contra 84,83% e, a Prevenar 13, contra 90%.

Mas é importante salientar que isso não significa que as crianças que começaram seu esquema com a Prevenar 7 e terminaram com a Synflorix estão desprotegidas. Significa que surgiu uma nova vacina no mercado brasileiro e que seria interessante aplicá-la para ampliar o espectro de proteção contra o pneumococo, sem, contudo, precisar reiniciar seus esquemas vacinais.

E aproveitando o tema "vacinas", a campanha de vacinação contra a gripe comum deste ano será ampliada, não só para o idoso. Do dia 25 de abril ao dia 14 de maio serão vacinadas crianças de 6 meses a 2 anos, gestantes, idosos e profissionais de saúde. Com isso, o calendário vacinal infantil se aproxima cada vez mais do recomendado pela Sociedade Brasileira de Pediatria.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...