sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Desfraldando

Hoje a mocinha deu mais um passo em seu desenvolvimento. Como ela gostou do redutor de assento do priminho, ontem comprei um acolchoado, rosa com estampas de morangos e ficou feliz da vida. Aí, hoje pela manhã, pediu pra usar "o moranguinho", pediu pra tirar a fralda e pra sentar no vaso. 

"Fecha, fecha a porta, mamãe".

Alguns minutos depois, o pai entrou e perguntou se ela tinha acabado e olhou no vaso. Ela tinha pedido pra sentar porque queria fazer cocô e, claro, fizemos muita festa. Então resolvemos começar o desfralde, comprando calcinhas de algodão (secam mais rápido) novas e explicamos tudinho pra ela (claro que ainda teremos muitos xixis no chão).

Minha nenê está ficando mocinha *.*

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Então, é Natal...

Ho ho ho?

Mais um ano chega ao fim e mais um Natal chega para a vida da minha filhota. 

Como não sigo fielmente as tradições cristãs, até por causa da minha criação, nunca me preocupei muito com o significado do Natal (eu sei que não se trata só de consumismo e presentes, ok?), mas agora que tenho uma filha com um homem católico, comecei a me preocupar um pouco com isso.

Meu marido não quer criar uma carola de igreja, mas quer que a mocinha tenha fundamentos religiosos que, infelizmente, eu não sei como dar. Já avisei que eu consigo ensinar para ela o significado que o Ano-Novo (Oshogatsu) tem para mim e também sei como explicar que o Natal não é o dia em que o Papai Noel traz presentes e entra pela chaminé (que chaminé, falando nisso???), mas o dia em que comemoramos o nascimento do Menino Jesus. Em resumo: eu sei explicar os fatos, mas não seu significado religioso.

De http://imagensdecoupage-borboleta-azul.blogspot.com
Tenho certeza que não existe fórmula mágica ou receita de bolo para responder a esta minha angústia, então veremos o que o futuro ainda nos traz...


segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Férias!





Fim de ano tá chegando e, com ele, as férias escolares... hora de pensar na programação pra não ficar maluca com a criançada dentro de casa.

Se não der pra viajar (nem sempre dá), é sempre bom dar uma olhada nos pontos turísticos de sua própria cidade. A gente acha que nunca tem lugar bom pra passear, mas se surpreende quando começa a procurar pra valer. Uma boa pedida é olhar no site da prefeitura da cidade e olhar as informações turísticas.

E, claro, sempre lembrar:

- água. Carregue garrafinhas de água, criança desidrata muito rápido.
- protetor solar. Mas tem que lembrar de reaplicar.
- óculos escuros (se tiver). Comprei um na Decathlon pra Denise, gostei do preço (R$34,90) e do fato de ter elástico pra evitar quedas do rosto.
- boné.
- muda de roupa. A impressão que tenho é que, quanto mais cresce a criança, mais cresce a mala...

E boas férias!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...