quarta-feira, 31 de julho de 2013

Ainda de molho

A tal da placenta 
Hoje fui em mais uma consulta de pre-natal (seria amanhã, mas teve uma desistência e conseguiram me encaixar no horário da tarde), tudo ótimo com a Fofinha, mamãe engordando dentro do normal, mas...

... continuo de molho. E desta vez, o atestado já é para 60 (sim, SESSENTA) dias, de molho, porque há o risco de novos sangramentos caso eu volte a andar. Claro que na próxima consulta vou chorar para poder ir no aniversário da Fofa, prometendo ficar bem sentadinha.

E daqui a duas semanas ainda vou ganhar duas injeções de Celestone Soluspan (betametasona de depósito, para auxiliar na maturidade pulmonar da Fofinha), porque gestantes com placenta previa  têm  maior probabilidade de evoluir para parto prematuro. Ou seja... vou entrar na agulha. >O

terça-feira, 30 de julho de 2013

Quando a culpa começa a pesar nos ombros

Não posso me queixar (muito) da vida. Tenho um marido carinhoso, uma sogra atenciosa, uma cunhada amiga, um sobrinho lindo e fofo, uma mãe sempre presente e uma filha linda, fofa, inteligente e, apesar de sua idade, compreensiva, mas agora, que estou quase completando 1 mês de repouso (e uma semana e meia de reclusão neste quarto, só sai ontem para o ultrassom morfológico), o grande, "muito mais maior" monstro da culpa começou a pedir um espacinho aqui na minha cama.

Quinta recomeçam as aulas da Fofa. Estou quase me descabelando por não poder arrumar sua mochila, ver se ainda tem o creme hidratante e o sabonete liquido para atopia, ler a agendinha e ver se há algum detalhe a ser providenciado antes do reinicio das aulas, colocar as meias que ela gosta, o uniforme para troca, a toalha de banho e a de rosto, o lençol com elástico para a soneca da tarde. Também tem o aniversário dela, já marcado, já pago desde abril, mas sem as lembrancinhas, que estou tentando encomendar desesperadamente pela internet. E não poderei entregar os convites com ela...

Sim, eu sei que o pai pode e vai assumir essas funções. E que a minha mãe e a minha sogra estarão por aqui para ajudar no que for preciso. Mas eu sou uma mãe meio... hm... possessiva (acho que esta  é a melhor palavra para isso), sempre fiz tudo o que precisava ser feito e não estou acostumada a ficar só deitada. Pelo menos, não com uma baixinha de 3 anos pedindo "mamãe, mamãe, mamãe".

Ainda bem que as roupas da Fofinha já estão separadas para serem lavadas. Só acho que não vou esperar o mês de setembro para fazer isso, acho que já vou pedir para a empregada fazer isso assim que o armário do quarto novo ficar pronto. Seguro morreu de velho.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Vacinas - quando NÃO dar

Não é de hoje que escuto isso e acho que nunca vou parar de ouvir. Seja no trabalho ou conversando com as amigas, o tema "vacina" sempre aparece, junto com o "não pude dar a vacina porque estava doente".

Existem algumas contra-indicações para vacinação e vou lista-las aqui. Vocês vão perceber que a FEBRE não se enquadra nas contra-indicações absolutas, que são aquelas que sempre devem ser obedecidas, pois a aplicação da vacina nessas condições fará mais mal do que bem. RESFRIADO, por outro lado, não aparece em nenhum tipo de contra-indicação.

CONTRA-INDICAÇÕES ABSOLUTAS

Para vacinas de vírus vivo atenuado ou bactérias atenuadas:

  • Imunodeficiencia adquirida ou congênita
  • Em tratamento com doses altas de corticoides
  • Gestantes
CONTRA-INDICAÇÕES RELATIVAS (recomendado o adiamento da vacinação)

  • Até 3 meses após o tratamento com doses altas de corticoides ou imunossupressores
  • Uso recente de imunoglobulina, transfusão de sangue e/ou hemoderivados
  • Durante a evolução de doenças agudas febris GRAVES, para que seus sinais e sintomas não sejam confundidos com reações adversas das vacinas
FALSAS CONTRA-INDICAÇÕES

  • Doenças comuns, como resfriados, alergias (não aos componentes da vacina), doenças de pele, diarréia leve ou moderada
  • Uso prévio de antibióticos
  • Desnutrição
  • Baixo peso ao nascer e prematuridade (exceto BCG)
  • Internação hospitalar
Fonte: ftp://ftp.cve.saude.sp.gov.br/doc_tec/imuni/7imuni_contraindica.pdf


sexta-feira, 26 de julho de 2013

Morfo o que?

Se tudo tivesse corrido conforme o planejado, segunda passada era o dia de fazer o ultra-som morfológico de segundo trimestre (como deu chabu, fiz um obstétrico normal mesmo, só para ver se estava tudo bem).

O ultra-som morfológico é realizado da 20a a 25a semana de gestação e serve para ver se nao há nenhuma malformação nos órgãos do bebe. É a ecografia mais demorada, por ser mais detalhada e vê o cérebro, o coração (pode incluir um doppler), os rins, além da medição da circunferência cefálica e o exame da placenta. Se a placenta ainda estiver baixa, a partir de agora dá para dar o diagnóstico definitivo de placenta prévia e programar a via de parto, pois as chances da placenta subir até o termo diminuem muito (mas existem).

E continuamos todas bem. Como não posso sair do quarto (só levanto para ir ao banheiro), vou aproveitando para pesquisar as lembrancinhas do nascimento... ainda bem que o enxoval está completo.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Mandando criança pro pediatra... com o pai

Vamos só esclarecer uma coisa: eu confio na capacidade do pai da minha filha em leva-la ao pediatra. Simplesmente, até hoje, nunca precisamos disso, porque eu sempre consegui marcar as consultas para um horário que eu podia ir, mas hoje não deu. Primeiro porque eu continuo de repouso absoluto nesta cama. Segundo, porque já ta mais do que na hora dos dois irem sozinhos.

Então vamos aproveitar para recapitular o que se deve levar na consulta:

  1. A criança. Linda, fofa e maravilhosa, devidamente agasalhada porque hoje ta parecendo que a minha casa virou iglu.
  2. A carteira de vacina. Nao importa que esteja em dia, não importa que a pediatra já tenha visto a carteira trocentas vezes, é pra levar, e ele vai levar.
  3. A lista da mamãe com as coisas importantes que devem ser ditas na consulta. Ainda mais porque não é ele quem sempre levou.
  4. A carteira do convênio e a certidão de nascimento. Ok, é a cara do pai. Mas os olhos são puxadinhos. Sem documento, quero ver alguém aceitar o fato de que ele é o pai de uma japinha.
E oremos :D

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Recuperando

Enquanto me recupero do susto e da anemia que se instalou depois do sangramento (pior que o ferro até ajuda, mas não resolve 100%, porque não é anemia por deficiência de ferro, mas por perda de sangue), não tenho muito a fazer a não ser procurar as lembrancinhas pro aniversário da Fofa e pro nascimento da Fofinha. Felizmente, o enxoval já estava pronto e as obras do quarto estavam por conta da Okna Arquitetura, que começam as obras na semana que vem para estar tudo prontinho até outubro.

A Fofa queria o quarto ROSA, com o mesmo papel de parede, porque "a minha irmazinha vai ADORAR rosa". Não tenho duvida nenhuma disso, mas dois quartos rosa é pra matar qualquer mãe. Então escolhemos um papel de parede branco com bolinhas coloridas e uma faixa com o alfabeto. Vamos usar o mesmo berço, o mesmo armário, o mesmo trocador e o mesmo kit berço, já que a Fofa esta dormindo na cama (quando lhe convém).

Então, semana que vem começa o grande caos nesta casa, com as instalações, pintura, papel de parede, ar condicionado, berço, armário... Mas tudo dará certo :)

segunda-feira, 22 de julho de 2013

O grande susto

No sábado, tudo parecia ser uma noite qualquer, como das muitas que já tinham acontecido nesta casa. A Fofa deitou comigo, pediu historinha da Branca de Neve, ouviu tudinho, riu, me deu um abraço e um beijo beeeeeeem gostoso e...

... deu tempo só de correr pro banheiro e mandar marido tirar a criança do quarto. Transformei o meu banheiro numa cena digna de CSI, jorrava sangue e coágulos como eu numa havia visto na minha vida. De lá mesmo comecei a ligar pros serviços de urgência enquanto meu marido procurava um vizinho e tentava chamar um taxi, porque naquele momento, iria com o mais rápido.

Claro que, num sábado a noite, não tinha nenhum vizinho em casa. A Unimed Help me deixou pendurada ouvindo musiquinha e o famigerado "você será atendido em breve" e NENHUM TAXISTA  quis sair do ponto quando meu marido disse que era uma urgência médica, falaram pra chamar o resgate porque não queriam sair do ponto e, se a ambulância chegasse antes deles, perderiam a corrida e o lugar na fila!

Foi então que consegui ligar pro SAMU 192 e fui atendida em menos de 3 minutos. Em 40 minutos a viatura intermediária estava na porta da minha casa (só não chegou antes porque se perdeu no caminho), me atendeu, deitei na maca e saímos a procura de uma maternidade. 

Fui pra Maternidade de Campinas, onde fui rapidamente e muito bem atendida, já com uma boa melhora no sangramento, mas ainda assim fiquei internada por  dois dias.  Já estou em casa, mas agora não posso colocar nem o pé pra fora do quarto, exceto nos dias de exame e consulta. Minha Hb despencou de 13 para 11, agora o jeito é comer direito pra repor tudo.

E a Fofinha continua engordando :)

sábado, 20 de julho de 2013

O Kinder Ovo continua recheado de surpresas

Já ouviram falar de lobo acessório da placenta ou lobo sucenturiado? Não? Pois eh, eu também não.

Mas foi isso o que apareceu no ultrassom que fiz ontem, depois de um novo sangramento (e isso porque já estava tudo pronto pro meu retorno ao trabalho).

E o que raios eh isso (ja que o próprio GO que me atendeu ontem - que eh meu amigo - disse que eh "exótico"? Bom, diz o tio Google, através do livro "Assistência Obstétrica", de Diane Fraser, que essa coisa de nome estranho eh um pequeno lobo extra presente na placenta, separado da parte primcipal, ligado a ela por vasos sangüíneos que passam através da placenta para alcança-lo. Alguns estudos mostram uma incidência de 5% nas gestações, mas outros discordam disso. Ou seja, o famoso mato sem cachorro.

O engraçado eh que a maioria dos livros que consultei mostram o lobo sucenturiado como uma das causas de hemorragia pos-parto ou periparto, nenhum deles o mostra como causa de sangramento de segundo trimestre (mas aqui, pelo jeito, eh tudo muito diferente...) 

Bom, a boa noticia eh que a placenta não eh centro-total, mas marginal. Outra boa noticia eh que ainda há chances dessa placenta e seu rabico subirem até a 37a semana, possibilitando o parto vaginal. A má noticia eh que continuo de repouso... Mas hoje as crianças foram para o cinema, então tenho um pouco de paz e sossego. :)



quinta-feira, 18 de julho de 2013

Vai crescendo, vai elaborando as pérolas...

Tentando ensinar lógica para a criança:

Mãe - Se a cenoura é mais dura do que a batata, quem tem que entrar primeiro na panela?
Fofa - A água.

Mãe - PARA de roer unhas!
Fofa - Não estou roendo unha, estou fazendo carinho no dedo com a boca.

Mãe - Dois sucos é demais, vai chover na cama.
Fofa - Não, mamãe, eu vou tomar sentada no sofá, não deitada na cama.
Pai - Mamãe quis dizer que você vai fazer xixi na cama.
Fofa - Não, mamãe, xixi eu faço na privada, não na cama.

E tem só 3 anos... >.<

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Coisas legais que existem lá fora 4


A outra parte do enxoval chegou semana passada dos EUA. ADOREI essa manga do body da Carter's! A ponta da manga é reversível, então dispensa o uso de luvinhas! Brazucas, fica a dica!

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Protetor solar

Mamãe Pediatra de cama, é hora de colocar os assuntos em dia e voltar a estudar (e a blogar). Como estamos no inverno, mas o sol não dá trégua de jeito nenhum, vamos falar um pouco de FOTOPROTEÇÃO na infância.

Primeiro, vamos a alguns conceitos básicos:

- Fototipo: é a cor da pele e sua reação à exposição solar, levando em conta a quantidade de melanina e sua facilidade de queimar/bronzear.

- UVA: é a radiação envolvida no envelhecimento da pele, mas também no desenvolvimento de câncer.

- UVB: é a principal responsável pelo vermelhidão (o famoso "pimentão" ou "camarão), pela queimadura pelo sol e pelo desenvolvimento de câncer.

Câncer de pele e exposição UVA/UVB: Existem 3 tipos principais de câncer de pele: carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma. São associados a exposição UV intensa e esporádica (queimadura), produzida principalmente pela UVB e a exposição solar crônica (bronzeado), produzida principalmente pela UVA. A queimadura solar na infância pode expor a um risco 3 vezes maior de aparecimento de melanoma e a exposição solar excessiva aumenta o número de nevos melanocíticos adquiridos (as pintas).

E quais são os fatores de risco para câncer de pele?
  • cabelos loiros ou ruivos
  • olhos claros
  • sardas
  • pele clara
  • parentes que tiveram câncer de pele
  • exposição solar excessiva
Fora esses, existem outros fatores de risco para melanoma em crianças, mas o ÚNICO que pode ser modificado é a exposição solar excessiva.

Para se proteger e proteger nossas crianças, vale sempre lembrar as regrinhas básicas:
  • evitar o sol entre as 10 e 15 horas ou entre as 11 e 16 horas (horário de verão)
  • usar roupas e bonés adequados
  • óculos com proteção solar
  • filtros solares com FPS 30 ou mais
  • proteger-se em dias nublados
  • proteger-se mesmo com a pele bronzeada.
As roupas geralmente tem fator de proteção ultravioleta (FPU) entre 2 e 12. A proteção é maior quanto menor os espaços entre os fios e quanto maior for o peso e a grossura do tecido, bem como sua cor. Cores escuras aumentam a proteção em até 5x, enquanto que roupas molhadas protegem pela metade.

Tipos de protetor solar

FÍSICOS: funcionam como barreira, refletindo os raios UV. Não são irritantes, nem sensibilizantes.

QUÍMICOS: absorvem os raios UVA e UVB, mas têm maior risco de dermatite de contato. São mais aceitos cosmeticamente.

Para usar nas crianças...

- até 6 meses: não é recomendada a exposição solar prolongada, mas banhos de sol de 15 minutos duas ou três vezes pro semana, para fixação da vitamina D.

- de 6m a 2a: protetores 100% físicos (baby ou mineral)

- a partir de 2 anos: protetor solar infantil (kids).

Fonte: SBP Ciência - Fotoproteção para o pediatra. Extraído em 15/07/2013 [http://www.sbp.com.br/sbpciencia/show_item2.cfm?id_categoria=2&id_detalhe=1548&tipo=D


sexta-feira, 12 de julho de 2013

Adoro a curiosidade das crianças

Ainda mais quando elas estimulam a minha criancinha a comer coisas diferentes. Não sei se puxou isso do pai, que adora experimentar de tudo, ou se foi acostumada assim, mas a Fofa de casa dificilmente recusa algum alimento sem colocar na boca. Se gosta da cara da comida ou do nome, melhor ainda. :)

Ontem, a bola da vez foi a ALCACHOFRA. Agora, no Netflix, temos todas as séries infantis do Nickelodeon, então ela se encantou com os Bubble Guppies. No meio de um dos episódios, comentando sobre recheios de pizza, apareceu uma flor diferente. Que ela nunca tinha visto na vida:

Saiu daqui: http://www.idadecerta.com.br
- Mamãe, o que é aquilo?

- É uma alcachofra.

- O que é uma al-ca-cho-fra?

- Uma flor.

- ... e o que se faz com ela?

- É de comer.

- MAMÃE, EU QUERO AL-CA-CHO-FRA! FAZ PRA MIM?

E como explicar pra criaturinha que a mãe nunca viu uma alcachofra inteira na vida, que me dirá cozinhá-la???

Lá vai a mãe ver se tem alcachofra pra entrega em alguma quitanda aqui no bairro... 

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Coisas legais que existem lá fora 3

Enquanto continuo de cama (e acompanhando os absurdos da Dilma e do Ministro da Saúde - mas prefiro me abster de comentários aqui, para não me estressar mais do que já me estressei e pra Fofinha não voltar a pular feito uma pulga dentro da minha barriga), vamos a mais posts bonitinhos.

Marido continua com suas viagens semestrais à trabalho e eu continuo com as minhas listas de compras, hohoho. Como a Fofa já não precisa de tanto creme importado, agora o foco é na Fofinha e na mamãe.

Desta vez a mala do papai veio com:


- Um "canguru" diferente, ou Mei Tai, como é conhecido esse modelo. É inspirado no modo como as mães asiáticas carregam seus bebês, é todo de pano (no caso, lona bem forte), não tem clipes que possam machucar a mamãe e o bebê e o fundamental... as perninhas do bebê ficam em posição fisiológica, como se estivessem SENTADOS, não de perninhas abertas. Aguenta até crianças de 16 kg (o Mei Tai, a mãe já não sei).

- LANSINOH! A abençoada pomada de lanolina HPA para salvar os meus peitos quando a Fofinha estiver  mamando avidamente.

- O creminho carinho da Fofa... em pote extra-grande.

- Meu saturímetro pediátrico cor-de-rosa em formato de pinguim! 

- E um creme hidratante de pêra delicioso da Bath and Body Works. Gosto mais dessa marca do que da Victoria's Secret.

Isso porque parte do enxoval ainda está à caminho...

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Quando não te deixam sair da cama...

... se joga nos serviços de entrega à domicílio! 

Já tinha passado por isso na gravidez da Fofa, mas na época não tinha o blog pra compartilhar com vocês essa experiência. Agora, deitada de novo (mas na MINHA casa, na minha caminha fofinha, com cômoda, tudo ajeitadinho, iPhone com Netflix, hehehe...), tive que redescobrir todo o mundo do delivery.

E adianto que não recebi nada pela propaganda, só que os serviços são tão bons que achei que mereciam destaque.

1) Pão de Açúcar Delivery

Partes boas: tem aplicativo pra iPhone, site na internet, entrega rápida e confiável (fiz a encomenda na sexta, entregaram no domingo, no horário certo)

Partes ruins: de repente, o status do pedido mudou de "encaminhado à transportadora" para "entregue com sucesso" - só que não tinha chegado nada em casa! Liguei no atendimento e me disseram que isso significa que o pedido já está nas ruas. Quase morri do coração. Outra desvantagem é que, mesmo sendo Cliente Mais, etc, etc, tem coisas que não dá pra competir com o Dalben e o Pague Menos aqui do bairro. Pão de Açúcar é assim, não tem marca muito baratinha.

2) Bela Fruta

É uma frutaria local, fica perto do terminal de ônibus aqui do bairro. Para mim, uma das maravilhas do mundo, porque entrega RÁPIDO (pede de manhã, tá em casa antes do almoço), não cobra taxa de entrega, vem com maquininha de cartão e as frutas e verduras vêm mais bonitas do que se eu tivesse ido na loja escolher. Claro, para quem não mora no bairro, não vale a pena, mas a dica que fica é : procure os serviços locais. São mais em conta e de confiança.


Loja de roupas de crianças e adolescentes, da minha amiga Letícia. Ontem foi o dia do enxoval aqui em casa, comprei todas as roupas que precisava pro nascimento e pros primeiros 3 meses de vida da Fofinha. A dica? Procure a loja que traga as roupas para você escolher em casa. :) Reduz o stress. Sério.

E obrigada a todas que me mandaram mensagens de conforto e apoio para mais esse momento difícil deste Kinder Ovo que vos escreve. Terão que aguentar muitos posts nessas próximas semanas...

sexta-feira, 5 de julho de 2013

De cama!

Pois é, justamente quando pensei que esta gravidez seria normal, que eu poderia fazer o enxoval com calma, curtir a barriga, fazer drenagem linfática, limpeza de pele, sonhar com um parto normal...

... eis que vem o fatítico fator de risco CRM + (dizem que cuidar de médico é um horror e pelo visto vou ganhar o apelido de "Kinder Ovo" de novo) e me pôe de cama de novo.

Ontem, estava trabalhando normalmente, fui ao banheiro e... sangue. Pouquinho, mas ainda assim era sangue na calcinha. Não poderia ser da nidação, afinal, já estou com 20 semanas, então respirei fundo, atendi mais uma criança e voltei pro banheiro. De lá, corri pra bolsa, peguei o cartão de pré-natal e pulei pra dentro da recepção da ginecologia. A GO me atendeu no intervalo das consultas e só não caí dura quando ela me mostrou a gaze empapada de sangue porque já estava deitada. Conseguir um ultra-som pelo convênio, mesmo com a guia autorizada, seria pedir demais pro barbudo lá de cima, então ela já ligou pro hospital (que fica em frente ao posto onde eu estava - valeu, barbudo!) e conseguiu um ultra-som de urgência.

Chegando lá, ganhei um US morfológico 3 semanas antes do previsto (porque na clínica onde faço, só consegui pro dia 22) e a ma-ra-vi-lho-sa surpresa de ver a minha placenta recobrindo TOOOODO o colo uterino. A famigerada PLACENTA PRÉVIA.

Claro que sabia que as placentas começam como implantação baixa e sobem durante o desenvolvimento do bebê, mas com 20 semanas já era pra ela estar LONGE do colo uterino, pois o feto começa a engordar e ficar perto do colo significa risco de sangramento.

E tudo começa desse jeito: sangramento vaginal (que pode ser intermitente, sangra um pouquinho hoje, mais um pouquinho amanhã...), INDOLOR. Aí, quando você vai fazer o exame especular, vê aquela sangreira saindo pelo orificio externo e, no US, vê isso aqui:


Não sei se dá pra entender muito bem, mas a placenta (a coisa que parece fofinha lá em cima da foto) está cobrindo o colo uterino.

E o que isso significa?

Bom, ganhei mais um chá de cama. Sim, repouso absoluto ao leito (ainda bem que é em casa), mínimo esforço, para evitar novos sangramentos. Isso também significa que não posso ter um parto normal, porque significaria fazer o bebê sair PELO MEIO DA PLACENTA na hora do parto. Não, ainda não quero emoções fortes com direito a bolsa de sangue. Ou seja, cesária marcadíssima, pois agora não posso entrar em trabalho de parto MESMO.

Mas nem todas as mães com placenta prévia têm sua cesária já decretada. Algumas vezes a placenta ainda pode subir (é a reza aqui de casa) e, ao invés de ser total, como a minha, ser MARGINAL, sem recobrir o orifício interno do colo uterino. Ainda exige cuidados, mas nem tanto como uma total.

Incidência na população geral? 0,3 a 0,5% das gestações... >.<

Fatores de risco? Multiparidade (muitas gravidezes), cesárias anteriores, curetagens anteriores, idade materna avançada, gestação múltipla, antecedente de placenta prévia.

A parte boa é que, como estou no início do segundo trimestre, ainda há chance dessa placenta SUBIR! É agora que começa a reza braba aqui em casa, sobe, placenta, sobe!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...