domingo, 16 de março de 2014

Mais uma restrição... pra mamãe.

Quando eu estava grávida da Fofinha, a pneumopediatra da Fofa tinha me alertado pra não oferecer fórmulas infantis comuns quando fosse desmamar por causa do risco de alergia alimentar, já que a irmã mais velha tem todo um histórico de alergias.

Então, estou amamentando exclusivamente com leite materno, mas, quando estava na UTI, o primeiro alimento que ela tomou foi uma fórmula comum (Enfamil Premium, muito boa, mas não era  hipoalergenica). E qual não foi a nossa surpresa quando, há duas semanas e meia, começou a aparecer muco nas fezes dela. Na consulta de rotina, também não tinha ganhado peso suficiente.

E toca a mãe a fazer dieta de exclusão de leite de vaca e seus derivados, para ver se melhorava. Se melhorasse, seria por causa de alergia ao leite mesmo, porque as proteínas passam para o leite materno. Hoje, pela primeira vez em semanas, ela fez cocô sem muco e sem o cheiro azedo que invadia a casa.

Ficaremos assim por 2 a 3 meses, sem introduzir NADA de leite e derivados e tomando cuidado para não ter contaminação por utensílios domésticos. Não posso excluir o leite da casa, porque a Fofa precisa dele, então o cuidado aqui será redobrado.

sexta-feira, 14 de março de 2014

Viajando: Bistrozinho


Na minha cidade existem estabelecimentos destinados às crianças, mas eu nunca tinha visto algo TÃO LEGAL quanto o Bistrozinho, em Curitiba. Não é um restaurante com área kids, que pipocam por Campinas a cada mês, com um menu infantil que alimentaria a família de uma amiga que tem 3 crianças, mas um restaurante para crianças com um cardápio 100% voltado a elas (nós, adultos, ganhamos um espacinho ínfimo no menu).

Para conseguir essa façanha, lógico que o espaço é reduzido e, as reservas, disputadíssimas. Ninguém consegue aquele padrão de atendimento com trocentos funcionários para atender trocentos x muitas mesas. Então, por isso, sogrinha e cunhada reservaram nossa mesa com muita antecedência, avisando que teríamos 3 crianças em idade pré-escolar.

Quando chegamos, encontramos uma mesa tamanho adulto para 6 adultos e... uma mini-mesa para 3 crianças. E assim que sentamos, elas receberam seus jogos americanos de papel com uma boneca para destacar e ADESIVOS para enfeitá-la. A diversão começou aí. E continuou com a leitura do cardápio. A maioria dos pratos é tamanho mini, para que as crianças comam sem desperdício (e os adultos precisem pedir 2 ou 3 porções para conseguir comer alguma coisa), sendo que existem também pratos tamanho G, que não são GG, ou seja, suficiente para ficar satisfeito sem ficar empanturrado de comida.

Começamos os trabalhos com uma linda tábua de couvert com 2 corações de patê de presunto e manteiga e pãezinhos de letrinhas, escrevendo as palavras BEM VINDOS. Amei. Não deu tempo de tirar foto, o povo atacou antes.

Depois fomos para uma porção de linguicinha com vinagrete e farofa que as crianças roeram na hora, mais uma massinha gostosa recheada com shiitake, espetinhos de carne com abobrinha e cebola (que as crianças nem olharam, mas nós comemos tudo) e seguimos para os pratos principais. Macarrão para os pequenos, carnes, peixes e moqueca de camarão para os adultos.

E aí chegamos na parte divertida (mais?): a sobremesa.


Minha Fofa pediu a PESCARIA: docinhos surpresa espetados em palitos com peixinhos mergulhados em uma espuma de leite, acompanhados de uma... vara de pescar.


Os outros pediram o BALÃO MÁGICO, sanduíche de sorvete com biscoitos de chocolate com calda de chocolate e confeitos dentro do balão. Você estoura o balão e os confeitos caem na calda.

E o mais legal foi que os adultos comeram sem se preocupar em entreter as crianças. Não tinha monitor, mas tinha lousa com giz, jabuticabeira, estante com livros, brinquedos, tudo na altura delas e disponível para brincar.

domingo, 2 de março de 2014

Ordenhando

Faltando 1 mês para o início na escolinha, comecei a ordenhar leite materno para deixar congelado e estocado para a minha Fofinha. Como tenho freezer, vou estocar a partir de agora e usar os mais antigos para a famosa tentativa da pessoinha pegar a mamadeira (já falhei com a Avent, falta tentar a Dr. Brown e uma Chicco que a vizinha me emprestou).


Para isso, estou usando a bomba manual da Medela, a Harmony. Marido a trouxe na última viagem, porque eu não queria investir muito $ já que não consegui ordenhar nada na época da Fofa. Mas eis que me surpreendi... porque estou conseguindo tirar 100 ml por dia sem muita dificuldade (tenho que ordenhar durante uma mamada para sair bastante leite) e sem dor. Sim, isso é muito importante, já que a bomba que usei há 4 anos era doída que só vendo.

Semana que vem tentaremos a mamadeira de novo... se tudo falhar, vamos de colher mesmo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...