terça-feira, 29 de julho de 2014

Bronquiolite

Agora, que a vida começa a voltar ao normal nesta casa, dá para comentar do grande susto do início do mês.

Assim que o papai e a Fofa foram viajar, eis que a Fofinha resolveu me dar um belo de um susto. Começou com o nariz escorrendo, um pico febril da manhã de uma sexta... que continuou para uma tossinha bem "sem vergonha"... daí foi pra falta de ar...

... e daí a mamãe já ligou o inalador com sorinho, depois o salbutamol com espaçador, porque estava chiando... até chegarmos à primeira ida ao pronto-socorro.

Claro, para todos verem que mãe é mãe, mesmo sendo pediatra, quando cheguei no PS, a bebê já não tinha mais nada, estava batendo palminha e dando risada pra plantonista. ¬¬ Voltamos para casa e, na noite seguinte, voltamos pro PS, porque o cansaço estava muito grande e nem o salbutamol resolvia mais. RX, inalação e ganhamos uma internação.

12 horas no oxigênio, beleza, melhorou, pra casa.

12 horas em casa, piorou, cansada, chiando que era um horror, pro PS de novo.

E do hospital só saímos depois de 4 dias, quando tivemos a certeza de que ela estava ótima, linda e maravilhosa e quando ela entrou no período de melhora.

Porque ela teve a famigerada bronquiolite viral aguda (BVA).

Dando um "pezinho" pra segurar o oxigênio...
A BVA é muito comum em bebês no primeiro ano de vida, especialmente no outono-inverno, que é o período de circulação dos vírus respiratórios, dentre os quais destacamos o vírus do resfriado (rinovirus), o da gripe (influenza), o metapneumovirus humano e o vírus sincicial respiratório (VSR), como possíveis causadores da inflamação dos bronquíolos característica desta doença. Justamente por ser uma doença viral, os primeiros sintomas são inespecíficos, como febre, tosse, coriza, espirros, que evoluem (e é de repente mesmo, é aquela coisa "doutora, mas eu estive aqui de manhã e ele(a) não chiava, como é que tá chiando agora????") para sibilância, falta de ar e, nos casos mais graves, com necessidade de intubação e suporte ventilatório em UTI.

Por ser viral (e eu vou repetir isso várias vezes até o fim do post), não precisa de antibiótico, a não ser que haja uma infecção bacteriana junto, e não precisa de corticóide. O que precisa é de tratamento de suporte para que o corpo se recupere sozinho, o que inclui oxigenoterapia (que pode ser por tenda de O2 ou por nebulização contínua) e hidratação adequada, pela veia, caso a criança não esteja se alimentando direito. 

Por ser viral, tem um tempo de evolução de aproximadamente 7 a 10 dias, sendo uma fase de piora, uma fase de platô (não melhora e nem piora) e uma fase de melhora. 

Crianças prematuras, com doença pulmonar crônica e cardiopatias congênitas têm maior risco de serem hospitalizadas e até mesmo de irem para a UTI por causa da bronquiolite. Como prevenção, temos a vacina contra a influenza (mas que só pode ser aplicada após os 6 meses) e o anticorpo monoclonal contra o VSR, o palivizumabe (caro, muito caro, disponível pela rede pública para prematuros extremos, crianças com pneumopatias e cardiopatias graves até 2 anos de idade, nos meses de circulação do VSR). E, claro, as medidas gerais contra doenças, como lavar as mãos, procurar não ficar em locais fechados com aglomerações, alimentar-se bem...

Outro ponto importante é que ter um episódio de bronquiolite não quer dizer que a criança vai chiar o resto da vida. Pode acontecer de ficar chiando por mais ou menos um ano, devido a hiper-reatividade brônquica posterior, ou pode acontecer de ter asma mesmo (principalmente se tiver outros fatores de risco para asma, como a minha Fofinha tem). Ou pode acontecer de só chiar quando pega resfriado. Ou não chiar nunca mais. Mas não dá para prever isso no primeiro episódio de sibilância, por isso é importante comunicar isso ao pediatra de rotina para o acompanhamento adequado.

E agora é recuperar o peso perdido... aff... perdeu 400 g em 1 semana...

terça-feira, 22 de julho de 2014

BIGODINHO???

- Mamaim, quando eu crescer, vou ter bigodinho igual ao seu?

Desnecessário dizer que hoje eu fui depilar o buço.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...